Uma coelhinha da páscoa


Nessa época de páscoa, até agora não ganhei nenhum chocolate. Ganhei flores – que é o tipo de presente que mais gosto -, mas não chocolates, o presente mais gostoso. Ano passado, o coelhinho também não foi nada generoso comigo, então esse ano decidi tomar algumas de suas atribuições ao presentear minhas colegas de trabalho com ovos acompanhados por um bilhetinho. Presenteando as outras meninas, percebi como os clientes geralmente são poucos generosos – somente um deu para a Rafeala uma cesta de páscoa. Isso não me admira muito, afinal o tipo de cliente dela é outro.

Achei que a minha cafetina não poderia ficar fora da minha surpresinha. Foi uma boa decisão, visto que hoje ela está um doce comigo. Penso que é o efeito do chocolate e torço para que dure bastante. Claro que ela nunca esperaria por um presente meu (exceto em seu aniversário), e eu mesma ficava me perguntando para que fazer isso. Acho que por mais que a gente discuta, no fundo, bem no fundo, eu sinto que gosto dela. Começo a achar que ela não é apenas um “mal necessário”. Na hora, ficou bem sem graça ao receber meu humilde presente, tanto que nem me agradeceu, apenas perguntou por quê. “Ora, todo mundo gosta de chocolate”, expliquei. Nem pude ficar muito tempo conversando, pois já tinha dado a hora de me encontrar com o cliente.

Fiz esse programa fantasiada de colegial (a segunda roupa mais solicitada). Até gosto bastante de me vestir assim, mas dessa vez o que mais queria era usar minha fantasia de coelhinha. Bem, o programa ficaria mais interessante se estivesse contextualizado com essa data comemorativa. De todas as fantasias que usei, considero a de coelhinha a mais graciosa. No caso da minha, não é que nem aquelas da Playboy. Ela remete mais ao coelho de “Alice no País das Maravilhas”, já que uso um colete e uma gravatinha. Também coloco um shortinho, onde prendo um pompom (ou seja, o meu rabinho), e meias 7/8 com um lacinho e cinta-liga. Por fim, além de colocar as orelhinhas, gosto de pintar o nariz e as maçãs do rosto. No final, fica uma imagem erótica infantilizada e mais como uma fantasia particular. Acho que nem os clientes, nem a Alice iriam atrás de uma coelhinha assim.

(Sobre a autora, clique aqui)

Anúncios

Um comentário sobre “Uma coelhinha da páscoa

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s