A vida fragilizada pela beleza


O medo é um dos sentimentos que mais se manifesta em mim. Em muitas situações, aprendi a controlá-lo e até consegui intensificar meus orgasmos a partir dele, quando me encontrava em situações meio arriscadas. Todavia, esse sentimento se expressa de muitas formas, sendo que a mais perturbadora se materializa quando fico sofrendo antecipadamente. Acontece que não tenho tantas perspectivas de futuro, porque minha vida é muito conectada aos prazeres do momento presente. Procuro ir direcionando minhas escolhas a cada minuto, diante da impossibilidade de prever o amanhã. Melhor assim, porque o desconhecido me apavora.

Não é uma certeza de que passarei por isso antes de morrer, mas um dos grandes pavores que me atormentam se refere à temporalidade da expressão do atual padrão de beleza. Tudo em minha vida sempre foi bastante condicionado pela minha aparência. Por isso que esse blog está sendo uma experiência totalmente nova para mim, já que não acredito que muitas pessoas já se sentiram essencialmente atraídas pelo meu intelecto, pela minha personalidade, ou pelos meus sentimentos. Têm horas que quero mostrar minha “beleza interior”, porém todos meus relacionamentos são efêmeros demais; não me permitindo explorar uma profundidade sentimental maior.

Tenho medo de envelhecer e ser descartada. Ou que isso aconteça pelos danos em meu corpo resultantes do excesso de clientes que me consomem. Numa hipótese muito pior, basta a violência de um covarde, para pôr um fim em toda minha história. É o risco que se corre por edificá-la partindo de um valor cuja temporalidade é certa e, para tanto, só pode ser explorado em determinados capítulos da vida. É por isso que, em geral, a prostituição compõe apenas uma passagem para outra forma de se viver. Ainda não estou certa a que outra biografia o fim da minha atuação como prostituta vai me encaminhar. Portanto, tenho muito medo de que um trágico imprevisto interrompa esse meu episódio antes de um final feliz. Por enquanto, essa vidinha é tudo que eu tenho.

(Sobre a autora, clique aqui)

Anúncios

7 comentários sobre “A vida fragilizada pela beleza

  1. Continuo te lendo, mas nem sempre comento porque seu universo de vida é bastante diferente do meu, então fico mais na curiosidade de tomar conhecimento do que propriamente dar opiniões…

    Mas quanto a velhice, é algo que penso muito. Acho que ela é um fato que se deve levar em consideração, por isso acho que temos que formar bases pra que nessa fase tenhamos elementos de satisfação que não necessite da beleza física, porque quase sempre ela vai embora…

    Beijocas

  2. Seu medo é mais do que pertinente, mas não se importe com o que será da sua vida em qualquer tempo para então decidir tomar conta de você. Faça isso a cada minuto, agora e sempre e nunca pare de cuidar do seu corpo e da sua mente: os dois estão completamente ligados, tenha você esta sua vida ou qualquer outra que a sociedade aceite. Ninguém vai fazer isso pra ti. Também não se atenha aos motivos pelos quais as pessoas se sentem atraídas por ti. Seja bonita por dentro e por fora pra você mesma, o resto vem por consequência.

  3. No fundo essa sociedade é muito cruel, os padrões de beleza se superpõe até mesmo ao caráter pra alguns. Porém, você é muito corajosa pois vende sexo, algo que a pessoa precisa se doar muito, doa seu corpo, doa seu prazer, doa sua concentração naquele momento em dar prazer ao homem.

    Você é corajosa demais, um belo dia vai perceber que haverá alguém perto de você que gosta de vc mais pela coragem do que pela beleza. É um desejo sincero. ;)

    Beijos e valeu pela dica valiosíssima em outro post rsrs…

  4. Moça, parabens pela exelente articulação, pelo seu modo de escrever correto e claro .
    Quanto a idade e a passagem do tempo, creio que voce poderá se manter e muito bem como ESCRITORA.

    Como já disse o Nobre TRI, não pare, escreva sempre.
    E se cuide!

  5. texto lúcido e agradável… vc não deve beber tanto qto gostaria de fazer crer, rs.
    interessante seu diário. bem escrito, visual sóbrio. simpatizei muito com vc, a julgar pelo q lí. por hora é só. se cuida bem.

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s