Breve resgate de um amor do passado


(Esse texto eu comecei a escrever em 2005 e nunca consegui terminá-lo. Era para falar das paixões da minha vida durante minha pré-adolescência. Na época, eu enviei esse texto para um amigo que, no começo de 2010, conseguiu recuperá-lo para mim. Fiz algumas modificações e tentei continuar a história para postar aqui no blog, só que mais uma vez o abandonei. Hoje decidi postá-lo, incompleto mesmo e sem umas partes que escrevi em 2010. Espero que vocês gostem!)

Depois de uma noite fantástica, dormi profundamente, como há muito tempo não fazia. Acordei bem de manhazinha e para minha satisfação nenhuma daquelas minhas lembranças recentes havia sido um sonho (pelo menos não daquele tipo que só temos contato quando estamos dormindo). Estava mesmo deitada ao lado da minha flor. Pelo que me lembrava, nós duas havíamos dormido abraçadas, mas acordei de costas para ela, quase caindo da cama de solteiro onde estávamos. Após me virar para admirar minha namorada adormecida, acabei cedendo ao desejo: molhei meus lábios e decidi despertá-la com um selinho. Sua reação assustada logo deu lugar a uma expressão de sono, partilhada por um doce sorriso e seguido de um “Bom dia, bebê!”.

– Bom dia, minha vaquinha!

Dei a ela esse apelido tão carinhoso, porque ela sempre usa um pijama com o desenho de uma vaquinha e uma calça com estampa malhada. Fiquei muito encantada a primeira vez que a vi vestida assim, tanto que, para completar o conjunto, presenteei-a com pantufas no formato de vacas e uma vaquinha de pelúcia que dei o nome de Larissa.

A Larissa (não o bichinho de pelúcia) e eu começamos a namorar faz uns cinco meses, sempre às escondidas. Foi preciso trancar a porta para garantir que os pais dela não nos vissem dormindo juntas. E realmente esse era o principal detalhe que queríamos esconder, afinal naquela noite não havíamos passado dos abraços e beijinhos, embora eu quisesse ir muito, muito além. O jeito seria enganar essa minha vontade, caindo na cama com outra pessoa, traindo minha namorada com qualquer um. Tudo porque meu desejo sexual parece ser maior do que meu amor. Mas eu realmente gosto muito dela. Ela me faz feliz mais do que qualquer pessoa no universo. Só conseguia escutar o meu coração quando estava ao seu lado, e de uma maneira acelerada, ele repetia várias vezes que estava apaixonado.

Naquele dia, acordamos cedo, porque teríamos aula de manhã. Nós duas sempre estudamos juntas e agora estamos no primeiro ano do ensino médio. Não é nada comum eu dormir em sua casa em dia de semana, mas dessa vez foi necessário, porque havia brigado outra vez com meu pai e por isso precisava passar um bom tempo longe de casa. Perdida, fui procurar abrigo na casa do meu amor, levando basicamente só as roupas do corpo. Por isso tive que pegar emprestado uma camiseta de uniforme e alguns materiais escolares para conseguir entrar na aula.

Como eu estava com o caderno da Larissa, depois de copiar a matéria, comecei a escrever para ela uma espécie de carta de amor. Em determinada parte do texto, eu escrevi algo mais ou menos assim:

“Hoje eu sonhei que você estava sentada a minha frente, de costas para mim, completamente despida. À minha disposição havia várias latas de tinta de diversas cores. Como não tinha nenhum pincel, molhava meus dedos na tinta e pintava suas costas. Fiz alguns desenhos e escrevi algumas mensagens ao longo do seu corpo. No seu seio, próximo ao seu coração, eu escrevi a palavra ‘eterno’. Era para se referir ao nosso amor”.

Depois de uns meses, ela encontrou esse texto e me respondeu com um e-mail apaixonado. Infelizmente, nesse tempo todo, muita coisa aconteceu comigo, de tal maneira que senti que nosso relacionamento estava destinado a um fim meio dramático. Ora, é natural que em certo momento da vida, a garota deixe de crer em amor eterno. De fato, há um bom tempo, já não acredito nisso. A paixão que a gente sente parece uma aventura de criança, quando eu já estou levando uma vida de mulher.

(Sobre a autora, clique aqui)

Anúncios

6 comentários sobre “Breve resgate de um amor do passado

  1. Confesso que com esse texto acabei me desligando de tudo e relembrando meu amor passado, que ainda não passou.

    Parabéns, você escreve muito bem e atraves do seu texto pude sentir e até mesmo reviver muitas coisas do passado.

  2. LEIA SOZINHO porque no passado eu também não acreditava que ia dar certo, mas… funciona mesmo!!! Entrei neste site e fiz esta prece. Fiz para ver se ia dar certo e deu, assim que acabei meu amor ligou. A pessoa que eu copiei também não acreditava mas para ela também funcionou! AGORA VEREMOS…Diga para você mesmo o nome do único rapaz ou moça com quem você gostaria de estar (três vezes)…Pense em algo que queira realizar na próxima semana e repita para você mesmo (seis vezes).Se você tem um desejo, repita-o para você mesmo (Venha cá ANJO DE LUZ eu te INVOCO para que Desenterre jb de onde estiver ou com quem estiver e faça ele ME telefonar ainda hoje, Apaixonado e Arrependido, desenterre tudo que esta impedindo que jb venha para MIM , afaste todas aquelas que tem contribuído para o nosso afastamento e que ele jb não pense mais nas outras… mas somente em MIM. Que ele ME telefone e ME AME. Agradeço por este seu misterioso poder que sempre dá certo. Amém…).Publique esta simpatia por três vezes , basta copiar e colar por três vezes em in forum diferente esta simpatia abaixo e logo em 48hs você terá uma linda surpresa, beijos Ainda esta noite de madrugada o TEU amor dará conta de que TE ama, algo assim acontecerá entre 1 e 4 horas da manhã esteja preparada para o maior choque de sua vida! Se romper esta corrente terá má sorte no amor. Deus vai lhe abençoar e sua vida será ótima

  3. Não sei te dizer quantas vezes já li esse post,mas sei que não vou me cansar de fazer isso. É o que eu mais gosto,e é também o único que me faz criar uma imagem completa de ti fisicamente. Completa que digo,porque lendo ele eu consigo te ver com as duas expressões extremas pra alguém… Felicidade e tristeza! Apesar de saber que as piores tristezas são as que mais alimentam um poeta,eu gosto do teu sorriso quando leio esse post!
    E só pelo jeito que escreves sobre ela,dá pra ver que teus momentos com a Larissa foram cheios de amor,com uma verdade única que tu apenas precisas sentir e ninguém tem que entender… E qualquer instante verdadeiro,ainda que nunca mais se repita,é sim eterno!

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s