Putinha com calda de caramelo


Durante alguns minutos, serei sua namoradinha. Não direi que amo você, mas lhe darei toda minha atenção, carinho e muito sexo. E neste caso, não é uma garantia de que será a melhor trepada da sua vida, mas caso seja, fico muitíssimo satisfeita. O que eu queria lhe proporcionar é bem mais difícil do que um boquete perfeito, com garganta profunda, bem molhado e com finalização. Quero explorar as pequenas carícias, como quando a gente se abraça e eu deito minha cabeça sobre o seu peito. Não significa que queira me apaixonar, mas esse contato é importante por me lembrar que estamos vivos, assim que sinto sua respiração e o coração batendo. E o mais estranho de tudo é que, nessa hora, estamos vivendo juntos, compartilhando uma experiência tão confidencial, que quase desaparece quando deixamos o quarto. Às vezes, ela me parece tão simulada quanto meu involuntário grau de intimidade diante de um… semelhante.

Seja lá quem for, eu me importo com você! Independente dos motivos que o levou a me procurar; mesmo se quisesse apenas uma vagina e um par de seios. Relações humanas, como as sexuais, não deveriam ser completamente desumanizadas! (Prestou atenção, Ayana?). Tantas vezes não percebi que transava com pessoas. Tantas vezes me reduzi à condição de um objeto. Tantas vezes ignorei as oportunidades de sentir prazer. Qual seria o sentido de trabalhar nessas condições? Antes que me perdesse, algumas companhias me mostraram um ser humano fascinante além daquele que simplesmente me devora. Foram homens de todos os tipos, pelos quais dificilmente teria algum interesse se não houvesse lhes conhecido no meu ambiente de trabalho. Após bisbilhotar um pouco qualquer pormenor do parceiro, o sexo sempre fica com um gostinho mais açucarado.

(Sobre a autora, clique aqui)

Anúncios

17 comentários sobre “Putinha com calda de caramelo

  1. Um belo post, além de escrever muito bem; você Ayana, mostra toda sua sensibilidade e respeito ao ser humano que a deseja e te possui; na verdade eu acho que não deve haver nenhum fingimento; mas que seja real enquanto dure. Afinal de contas, a fantasia é fundamental em qualquer ato sexual e o ser humano com tesão e um mínimo de atração pelo outro, pode faz a diferença.Com carinhos e respeito, com muito tesão e prazer. É deixar acontecer!!!!Gosto muito de garotas que agem dessa forma comigo. com muito caramelo. Bjss caramelados.

  2. “Luxúria”
    (Isabella Taviani)
    Dobro os joelhos
    Quando você, me pega
    Me amassa, me quebra
    Me usa demais…

    Perco as rédeas
    Quando você
    Demora, devora, implora
    E sempre por mais…

    Eu sou navalha
    Cortando na carne
    Eu sou a boca
    Que a língua invade
    Sou o desejo
    Maldito e bendito
    Profano e covarde…

    Desfaça assim de mim
    Que eu gosto e desgosto
    Me dobro, nem lhe cobro
    Rapaz!
    Ordene, não peça
    Muito me interessa
    A sua potência
    Seu calibre, seu gás…

    Sou o encaixe
    O lacre violado
    E tantas pernas
    Por todos os lados
    Eu sou o preço
    Cobrado e bem pago
    Eu sou
    Um pecado capital…

    Eu quero é derrapar
    Nas curvas do seu corpo
    Surpreender seus movimentos
    Virar o jogo
    Quero beber, o que dele
    Escorre pela pele
    E nunca mais esfriar
    Minha febre…

    Eu quero é derrapar
    Nas curvas do seu corpo
    Surpreender seus movimentos
    Virar o jogo
    Eu quero é beber, o que dele
    Escorre pela pele
    E nunca mais esfriar
    Minha febre…

    Desfaça assim de mim
    Que eu gosto e desgosto
    Me dobro, nem lhe cobro
    Rapaz!
    Ordene, não peça
    Muito me interessa
    A sua potência
    Seu calibre, seu gás…

    Sou um encaixe
    O lacre violado
    E tantas pernas
    Por todos os lados
    Eu sou o preço
    Cobrado e bem pago
    Eu sou
    Um pecado capital…

    Eu quero é derrapar
    Nas curvas do seu corpo
    Surpreender seus movimentos
    Virar o jogo
    Quero beber, o que dele
    Escorre pela pele
    E nunca mais esfriar
    Minha febre…

    Eu quero é derrapar
    Nas curvas do seu corpo
    Surpreender seus movimentos
    Virar o jogo
    Eu quero é beber, o que dele
    Escorre pela pele
    E nunca mais esfriar
    Nunca mais esfriar
    Nunca mais esfriar
    Minha febre…

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s