Alguém pobre de afeição


Demoro horas até ficar pronta para foder com você. Tomo banho, arrumo o cabelo, passo maquiagem, faço as unhas e escolho uma roupa sensual para chamar sua atenção e despertar seu interesse por mim.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Fico sozinha com você no quarto. Coloco uma música agradável e danço bem pertinho de você. Tiro os sapatos, a blusa e a saia. Quero você excitado! Deixo que toque no meu corpo e ainda retribuo as carícias com um sorriso.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Dou vários beijos de língua em sua boca. Faço carinho no seu rosto e nas suas costas. Sussurro próxima ao seu ouvido que gostei de você. Ajudo a tirar a sua e a minha roupa. Levanto os seios e abro as pernas para você poder sentir minhas partes íntimas.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Enfio seu pênis inteiro na minha boca e só paro de sorver quando ele estiver bem rígido. Toco uma punheta para você e bato uma siririca para mim. Acompanho suas reações olhando em seus olhos e depois pergunto se quer me foder.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Sento em seu colo com seu pênis encaixado na minha vagina. Impulsiono meu corpo para cima e para baixo. Acelero o ritmo das minhas cavalgadas. Agarro-me em seu tórax e lhe abraço ofegante, trocando meu calor com o seu.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Coloco-me na posição de quatro e conduzo seu pênis à entrada do meu ânus. Rebolo enquanto você me penetra. Viro o rosto para trás e gemo de prazer a cada estocada. Troco as posições e continuo dando até você atingir o orgasmo.

Diga-me, por que me despreza tanto?

Ouço você me ofender, chamando-me de mentirosa e vagabunda. Presto atenção no seu entendimento de que só estou interessada no seu dinheiro. Recuso-me a responder quando me pergunta se vale a pena transar, por alguns trocados, com pessoas como você.

Diga-me, por que se despreza tanto?

(Sobre a autora, clique aqui)

Anúncios

17 comentários sobre “Alguém pobre de afeição

    • Se eu bem entendi, os clientes no exercício da prostituição. Parece dar a entender que, mesmo a relação envolvendo uma relação econômica, poderia se desenvolver sem que ela fosse tratada enquanto objeto do desprezo de seus clientes; e, ao invés disso, com cumplicidade. Acertei, florzinha? E a terapia, Ayana, já voltou? Não sei se funciona, mas parece que mexeu contigo…

      • Na verdade as prostitutas são desprezadas pela sociedade, tanto que um dos xingamentos mais comuns na rua é o “filho da puta”. Claro, não passa de preconceitos de uma sociedade machista. Para mim o mais desprezível é o homem pagando mulheres e as tratando como meros objetos e não a prostituta em si. Independentemente de tantos “favores” sexuais, eu não desprezo as garotas de programa, pelo contrário, acho que elas são refém de um grande sofrimento.

  1. Será que a nossa escritora busca afeto dos clientes? “De forma alguma!” – ela diria – “Não busco isso no exercício da prostituição… Gosto mesmo é de ser tratada como objeto”. Ok, compartilho do mesmo sentimento. Qual garota busca afeto nesse ramo de atividade? É se iludir, dar murro em faca. Eu diria que há 3 tipos de clientes: os carentes, que são carinhosos e tal; os frios, que trata a menina como se fosse uma boneca inflável; e o violento, que até agride, machuca.

    No título ela se coloca como “alguém pobre de afeição”. Por mais que ela negue e diga que gosta de ser desprezada, a verdade é que existe uma carência enorme de afeto, que ela busca preencher de outras formas.

    A parte ruim dessa profissão é, muitas vezes, se sentir lixo, escória e, por isso, às vezes, ter nojo de si mesma. Recebemos muito mais desprezo do que afeto. São homens que nos procuram pra sexo, não animais (embora existam os que se comportam como tal). O mínimo que esperamos é ser tratada como pessoa, porque nem o cachorro da rua merece desprezo. #desabafo (rs). A gente não quer que todo cliente seja carinhoso. Não mesmo! De vez em quando eu gosto de ser tratada como objeto. Mas todo mundo tem seu momento carente, até a puta! Afinal, puta também é gente. Respeito e afeto é bom, quem não gosta, quem não precisa?

    • Podia dizer que o tema é tão profundo que até envolve a própria incongruência e contradição naturais e inerentes ao ser humano; mas vou preferir dizer que estou contente de ver uma emersão da necessidade de respeito e amor-próprio por parte dessas duas princesinhas…

  2. Interpreto com um desabafo, e só. A pergunta “por que me despreza tanto?” é retórica.
    Isso é a prostituição. Relação material, grana por uso sexual.
    O cliente não quer saber se a Bia escreve bem, se tem sentimentos, quer usar e cair fora.
    A intensidade dessa relação será classificada entre os pobres de espírito do GP Guia: “Peito:8, Bunda:7,5, Chupada: 9…”.
    É subemprego, muito bem remunerado.

  3. Me imaginei te pegando de 4, ignorando seu prazer, mandando o que vc tem que fazer e no final “mandando” vc se ajoelhar pra que eu goze na sua cara. findo é só pegar a roupa e ir embora, deixando a puta sem uma palavra…

  4. Desista de buscar conforto emocional em seus clientes, eles jamais te darão o afeto masculino que seu pai te negou e que você sente tanta falta.

    Sua profissão não atrai o tipo de homem que pode te oferecer esse sentimento. É triste, porém é a realidade.

  5. Bem, simplesmente não quero me identificar. Tenho 14, gostaria de perguntar, e peço sinceridade na resposta
    1 vc já amou?
    2 se não amou gostaria de amar?
    3 e sua família
    Sua história é surpreendente. Vc poderia se comunicar pela tv, ou livro, pede pra alguém te ajudar. C escreve mto bem.
    Outra pergunta, vc gostaria de se formar?
    Estou acompanhando….

  6. tenha fé. Embora seja difícil, tem vezes que não entendemos a vida. vc se sente feliz? Vc pode voltar sim para casa quando quiser, seus pais poderão te ajudar. Ou se não puderem? Conheço alguém xingada de vadia desde o inicio, mas hoje é uma mulher forte pois nunca quis ser o que os outros queriam. vc.é carente. Quantas vezes vc teve dúvidas? Alguém te respondeu? Você foi procurar respostas. Seja feliz, sendo GDP, ou não. Busque o que te faz melhor p vc msm!

  7. Eu gosto tanto do seu jeito, claro que existem coisas a serem reparadas mas isso é algo que temos em comum com o resto do mundo.
    O problema nunca será o que você faz, e sim os motivos que te levam a fazer…
    Mas eu não julgo, as vezes eu queria tanto cuidar de você e às vezes só sair por aí para transar junto contigo. Tanto faz, tudo seria bom. :)

  8. Baita texto, bicho!
    Na real, todos temos um pouco de vergonha de ser quem somos. nossa nudez – e a alheia – é vergonhosa porque humana. o tal de homo sapiens não é nada sapiens quando diante de si mesmo.
    sorte e saúde!

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s