Ínfima princesinha

Pegue um modelo de princesinha, uma daquelas bem jovens. Repare só no vestidinho dela. Muito bonito, não? O que ela sabe fazer? Hm, pelo visto dança balé muito bem, também sabe tocar violino e fez uns desenhos bem bonitos. O que ela está fazendo agora? Ah, quer dizer que também é boa na hora de cozinhar? Gostei de suas habilidades, mas parece que ela não está muito satisfeita. Olha só, por algum motivo ela expressa tristeza. Hmmm… acho que já sei! Vamos começar tirando esse vestido dela. Pode jogá-lo fora, bem como os sapatos e as joias. Pode se livrar do dinheiro, da casa luxuosa e de toda a família real. Ótimo! Agora vamos escolher uma roupa mais adequada para essa menina. Ela precisa usar uma saia bem curtinha, que esconda o mínimo possível. Não, não, uma menor que essa! Isso, essa está ótima! Agora para tapar os seios, acho que um top básico já basta. Deixa os cabelos dela soltos e carrega bastante na maquiagem. Eu sei que ela não gosta disso, mas tem que chamar atenção! Bom, muito bom! Já que ela está sem balé, sem violino e sem aqueles desenhinhos, dá para ela umas bebidas, uns cigarros e algumas drogas também. Em vez de joias, coloca só uma coleira nela e prende a guia num lugar onde ela não consiga fugir. Já está bem presa? Certo, veja bem, se ela fizer alguma coisa errada, você pode bater nela. Agora o que mais? Veja se tem alguma coisa dentro da cabeça dela! É… não tem nada mesmo.  Então faz assim, encha a cabeça dela toda de libido. Pode colocar todo tipo de perversão sexual. Ainda cabe alguma coisa aí dentro? Ah, não importa, termine de encher com qualquer coisa… pode colocar umas ideologias de esquerda, aqueles pensamentos eco-chatos. Pode deixar ela ser meio visionária, eu não me importo. Só não vai me colocar uma religião na mente dela, viu? Mais uma coisa, você deixou ela bem submissa, bem mansinha, não é mesmo? Excelente! Hey, espere aí! Eu estou vendo que ela ainda tem alguns pudores! Nada disso, se livre disso agora mesmo! Vai, faz força, tira logo! Que droga! Depois alguém extrai isso dela. Por fim, acho interessante a gente trocar o nome, né? Hmmm… ainda não sei. Faz assim, pode chamá-la por enquanto de “ínfima princesinha”. Ufa! Acho que acabou! Olha lá a expressão dela. Não parece que ficou satisfeita?

332 comentários sobre “Ínfima princesinha

  1. Nós, seus leitores, sentimos falta de mais postagens no blog. Já acompanho a mais de 2 anos e, neste último ano, sinto falta das postagens. Volte logo para nós!

  2. cara infima princesinha poderiamos conversar preciso de alguns conselhos . Podemos conversar ?? se sim manda seu email ou peça o meu atenciosamente submissa mirim .

  3. Sou o tipo de homem que não consegue fazer sexo com a profissional artificial que se apresenta diante de mim. Eu quero a pessoa por trás da casca, isso se ela também me quiser, se ela me desejaria em outra situação. Senão eu pago e simplesmente vou embora. Não gosto de máscaras nem de personagens. Se for para gozar com base em uma ilusão prefiro bater uma punheta. Assim, como até a Michelle Obama. Mas se tem outro ser humano comigo na cama, então precisa ser real. Posso ser um trouxa que dá dinheiro fácil para puta sem transar com ela. Foda-se. Que seja, desde que seja eu mesmo.

    • Acho que entendo seu ponto de vista, mas o programa é algo difícil de avaliar. Por exemplo, não acho que meu atendimento seja artificial, até porque para mim prostituta não é apenas uma categoria de trabalho. Agora, nem por isso sou realmente autêntica no programa.

      • Eu entendi. Nem dá para ser mesmo. Tem pessoas que você curte estar junto e aquelas que tolera. Na minha profissão é a mesma coisa. Afinal temos necessidades que precisam ser supridas e os honorários valem a pena. O que quero dizer é que não consigo simplesmente “usar” alguém, sem pensar no ser humano que ela é, na jovem que é ou foi, nos sonhos que tinha, nos fatos que a levaram até ali. Não dá para simplesmente transar com alguém sem pensar nisso tudo. Sou muito detalhista, observador, sensível. Se saio com uma garota eu sei que vou ficar meses lembrando daquilo, mesmo que ela não lembre da minha cara. É o que geralmente acontece kkkk

  4. Parabéns bebezinha eu achei lindo a tua historias de fantasias eu também amo usar fraldas eu até fiz um grupo de fantasias em meu fecebook vc é convida a participar do nosso grupo fantasias seja bem vinda bjs

  5. Não sei se tudo o que você escreveu é real, mas por curiosidade comecei a ler o que você escreveu, e tudo que tenho dizer é que você é extremamente criativa e que certeza que seria uma ótima escritora.

  6. è impressionante a quantidade de pessoas que levam esses textos a sério, e mais impressionante ainda é a quantidade de pessoas que acreditam que quem escreve os textos é do sexo feminino.

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s