Tudo que já escrevi

Anúncios

23 comentários sobre “Tudo que já escrevi

  1. ola menina linda
    estou lendo o seu blog muito interesante, me recorda muitas coisas … Saudades de algumas, outras nem tanto, mas a grande parte q eu me prostitui foi divertido, interessante e não me arrependo de ter entrado nessa vida, mas se voltasse hj a trabalhar com frequência mudaria algumas coisas, aprendemos muito com essa vida.

    bjs

    Carlinha

    • Carlinha, quero manifestar aqui toda a minha admiração e respeito por essas mulheres tão especiais, tão maravilhosas como você, Ayana e tantas outras e que infelizmente são discriminadas e rotuladas pejorativamente; por parte da sociedade em que vivemos.

  2. Oi, Carlinha!
    É muito bom encontrar garotas que já vivenciaram situações parecidas com aquelas que eu descrevo no blog. Eu tenho uma grande dificuldade de traduzir em palavras as minhas impressões. Às vezes eu acho que só experimentando mesmo esse mundo para se ter uma dimensão razoável de como a prostituição pode ser extraordinária e também perniciosa, de acordo com cada situação. Independente das qualidade dessas experiências, não há como não tirar lições importantes de tudo isso =)
    Um beijo com muito carinho para você!

  3. Olá Ayana,
    Ainda não li todo o seu blog, mas o pouco que li já me deu “chair-de-poule”. Estou fascinado. Espero que um dia possamos conversar, talvez se conhecer, quem sabe… “En tout cas”, já assinei e receberei todas as suas próximas postagens.
    1 beijo e voto de muita felicidade para ti.
    David

  4. Oi, David!
    Hmmm… será que o meu blog é tão emocionante assim, ou o meu francês que não é muito fluente? Espero que você já tenha voltado outras vezes e curtido pelo menos um pouquinho os outros textos. E só porque está recebendo os posts por e-mail, não significa que vai deixar de dar uma passadinha aqui para comentar, certo? ;)
    Bisous, bisous! Et merci!

    • Bom, como costumam dizer… opiniões, não é? Mas eu estou a gostar muito de te ler. Ainda não tive tempo de ler tudo – a tua produção é extensa – mas lá chegarei :)
      E ontem, em agradabilíssimo jantar com a Drica falamos de ti, do quão maravilhosamente escreves. Então já viste, pelo menos duas pessoas pensaram em ti ontem.
      Grosse bise!

  5. Olá, Ayana!
    Conheci seu blog esses dias, por indicação de amigos. Abri essa página aqui, que agora não sai da minha barra de favoritos. Deve ter uns 4 dias que comecei a ler, mas não consigo parar! Sua narrativa é fantástica. E esse novo olhar que me proporcionou sobre a prostituição foi incrível.
    Esse blog pode render um incrível livro, sério. Conteúdo pra isso, você já tem. Narrativa envolvente, então, você tira de letra.
    Parabéns!

    • Oi, Tabata!
      Eu dei uma passadinha no seu blog (você bem que poderia atualizá-lo, não?) e na minha humilde avaliação, você escreve muito bem. Então eu fiquei bem feliz por você elogiar as minhas narrativas =)
      Hmmm… pelo que eu observo, a minha opinião a respeito da prostituição é bem diferente da maioria das outras gps que conheço, afinal cada uma tem a sua realidade. Mas o importante mesmo é desvelar um pouco esse universo.
      Algumas pessoas já me incentivaram a tentar escrever um livro. Sei lá, talvez fosse melhor escrevê-lo quando eu parasse de me prostituir.
      Obrigada por prestigiar minha pequena produção! ^^
      Beijos, beijos!

    • Oi, Nyeleeti!
      Poxa, eu fiquei muito surpresa de saber que alguém de Moçambique gosta dos meus posts. Depois que eu li o seu comentário eu fui num site de um jornal de Moçambique (O País) para ver se tinha muita diferença com o português do Brasil. Mas eu acho que dá para entender muito bem! =)
      Não dá muita vontade de escrever um livro, sabendo que várias pessoas no mundo podem ler o que eu excrevo pela internet…
      Beijos, beijos, querida! E volte sempre!

  6. Estou devorando palavras, frases e todos os seus textos muito bem escritos. Você está provando e mostrando uma coisa importantíssima: “a prostituição não é feia como se pinta!” Muito pelo contrário, tem seu charme e vantagens. Na verdade, seu blog está me dando suporte pra que eu veja o mundo feminino de outra forma bem mais igualitária e humana. Curto fazer massagens, principalmente eróticas e fazer sexo também; porém evito usar esses rótulos estereotipados para garotas. Acho que sexo é sempre agradável desde que não tratemos as pessoas como coisas ou mercadorias.Acima de tudo , ali está uma mulher!! E isso é o bastante pra mim. Parabéns pelo blog.

  7. Olá, Moça! Eu estava pesquisando sobre assuntos polêmicos sob a ótica da religião e acabei chegando no seu blog. Li algumas de suas histórias, e não posso sair daqui sem dizer pra você que DEUS TE AMA. Ele mandou o seu único Filho Jesus para morrer na cruz por você pra que vc não seja mais uma garota prostituída. Deus tem um plano melhor e maior pra vc. Vc não precisa se conformar com esta vida que está vivendo. Eu fico imaginando vc com um peso enorme sobre os ombros o qual já não pode suportar. Deus não te fez para ser usada, quer seja por um homem, quer seja por outra mulher. Deus não te fez pra ouvir palavras ofensivas nem receber agressões físicas. Ele te fez para ser mais que vencedora, para receber o Seu Amor, a Sua Graça, a Sua Misericórdia, as Suas Bençãos. Permita que o Senhor transforme o teu coração, mude a tua vida e a tua história. Tenho certeza que existe um homem preparado por Deus para te amar como Deus quer que ele te ame, para te respeitar, te honrar e te dar um lar, uma família. Aceite a Jesus como seu Salvador pessoal. Por favor, pelo menos pense no que estou dizendo. Se esforce para crer que o Senhor está te vendo. Está chorando por você. Por sua vida. Por favor acredite que a vida pode ser diferente. Por favor dê uma chance pra Deus, dê uma chance para si mesma!

  8. Quero deixar aqui como sugestão para futuros posts, o seguinte tema: sua relação com clientes e/ ou amigos(as); que curtem coprofilia, emetofilia e outras rotuladas comumente como bizarras; eu não curto, mas acredito que respeitar os que preferem-nas é uma forma de muito respeito com o ser humano. Tudo é válido no sexo; quando há consenso e prazer.Beijos Ayana.

    • Ótima contribuição!
      Já faz muito tempo que eu penso em abordar sobre estas práticas rotuladas como bizarras (achei bem legal o seu cuidado em não estigmatizá-las, porque não gosto da expressão sexo bizarro). Eu gosto de fazer coisas que se enquadrariam nesta categoria… só preciso de um pouco de coragem para confessá-las.
      Obrigada pela sugestão!
      Beijinhos!

  9. Olá Ayana!
    Conheci ao acaso teu blog ontem e não parei de lê-lo até terminar (sim, li todos os teus posts). E em primeiro lugar quero te parabenizar pela impecável narrativa e domínio da língua. Não me lembrava de ler algo tão agradável na internet há tempos…
    Como você mesma afirmou, você é uma pessoa extremamente singular. E merece, com toda certeza, ser ouvida. Admirei sua personalidade, sua cultura geral, seu humor, sua história de vida…. Você tem muito a passar para todos nós.
    Mas como nada pode ser perfeito (rs), tem apenas um ponto que queria – humildemente, se você aceitar – que me escutasse: você é muito mais do que imagina, é sensível, inteligente, justa, entre outras diversas qualidades (muito me comoveu a leitura do post com o cliente com Down), então por favor não diga, jamais diga, que você não é nada ou outras coisas pejorativas. Todos nós temos os nossos defeitos e fraquezas (e pude muito bem compreender que as suas não são nada simples). Mas, em muitas dúvidas e incertezas sobre fatos da vida, como família, definição de “ser alguém” e muitas outras eu me vi em você. Acompanhei atentamente sua história, suas escolhas e o que mais gostei é o seu senso crítico, sempre considerando os dois lados da moeda e assim, inevitavelmente, evoluindo como ser. Acredito que você está num caminho que começou muito torto, e que, aos poucos e sem nenhuma orientação (mas com muita vontade própria) você está galgando essa difícil subida para uma existência mais serena.
    Por isto estou contigo e continuarei te acompanhando.
    Parabéns, você é maravilhosa.

    • Oi, Vitor!
      É uma surpresa muito legal alguém considerar o blog uma leitura agradável já que minhas experiências sexuais nem sempre são muito sutis. Eu gosto de compartilhá-las por serem situações que nem todo mundo tem a oportunidade de explorar.
      Aos poucos, eu também acho que estou endireitando minha vida na medida em que escrevo sobre ela.
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Beijinhos e até breve!

  10. Ola Ayana ! Sou portuguesa e ao fazer uma pesquiza para a minha dissertação de mestrado fiquei apaixonada pelo seu blog, e por tudo que ele me transmite enquanto mulher e pelo interesse que tenho neste tipo de temáticas. Sou estudante de Design Gráfico e gostaria de fazer o meu projeto final de mestrado relacionado com este tipo de temas menos aceites na sociedade e fazer um livro de ilustrações sobre o seu testemunho e as suas vivencias, gostaria de saber se posso utilizar alguns excertos dos seus textos ou expressões como títulos (nunca textos integrais) dos seus artigos? Se a minha ideia lhe agradar pode contactar-me através do meu e-mail (ritabras3@hotmail.com) e eu terei todo o prazer em explicar melhor a minha ideia, gostaria muito de poder contar consigo; Muitos parabéns pelo blog e obrigada beijo e até breve! :)

Compartilhe também sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s